Por que as eleições americanas são mais legais que as nossas?

Hoje é dia de eleição nos EUA e, apesar de nem ter lido tanto assim sobre a campanha, acabei consumindo mais coisas sobre as eleições de lá do que sobre as eleições daqui. (obs: como ainda não transferi meu título para São Paulo não voto em nenhuma das duas eleições)

Daí naqueles momentos filosofais dentro do ônibus fiquei me perguntando porque gostei esse interesse maior pelas coisas lá de longe. E venho por meio desta compartilhar minha resposta.

Não importa o resultado das eleições americanas o impacto para nós aqui abaixo da Linha do Equador vai ser indireto na maioria esmagadoras das vezes. Eles vão mudar suas políticas lá, isso vai mexer no câmbio, no tempo de espera pra tirar um visto de turista, até mesmo nas ofertas de emprego mas as leis, políticas e acordos são de lá e não daqui. Eleição para prefeito é o oposto exato disso. Como tanto se fala a cada quatro anos, você vive na cidade e não no estado ou país e por isso o prefeito é o executivo de governo que mais vai impactar sua vida.

Portanto é exatamente por isso que eu me interesso mais pelas eleições americanas. Elas são ricas (literalmente), disputadas, com táticas e manobras, com partidários inflamados dos dois lados — mas são de mentirinha. Pra gente no Brasil, claro, mas são de mentirinha. São tão emocionalmente distantes quanto um final de temporada de Guerra dos Tronos ou o episódio 100 de Avenida Brasil. E para completar ainda tem um vilão macabro que você tem certeza que não vai dar certo se for eleito mas os personagens, ops, eleitores não conseguem ver isso e apóiam loucamente o cara com 45% das intenções de voto.

Quantas emoções!

16 thoughts on “Por que as eleições americanas são mais legais que as nossas?

Comments are closed.