Ze is back, baby. Ze is back.

Tenho uma confissão a fazer. Quando fui ao SxSW 2011 o ponto alto não foi nenhuma palestra, nenhum insight, nada que ajudasse minha vida ou carreira adiante. Eu — que outro dia critiquei um cara que disse que Cannes > SxSW porque Cannes celebra o que fizemos — tive meu ponto alto do SxSW 2011 o momento em que encontrei com zefrank ao fim de um painel (engraçadíssimo) em que ele participou, apertei sua mão e falei. “Cara, eu sou seu fã. Seu trabalho me influenciou muito. Obrigado.” Me pelei de medo achando que ele ia mandar alguma coisa pra me deixar sem graça mas ele simplesmente falou “Poxa, obrigado. Então eu gostaria de ver seu trabalho.” Só pude olhar pra baixo e dizer “Deixa pra lá, cara. É só publicidade.”

Depois de uma campanha ultra bem-sucedida no Kickstarter zefrank está de volta com um videolog agora simplesmente chamado “A Show with zefrank”. Ze está mais velho, mais gordinho, mais careca… E no primeiro vídeo fala exatamente de recomeços, de tentar fazer alguma coisa foda depois de ter feito outra coisa foda. De ficar se preparando e se preparando e se preparando.

“There’s no need to sharpen my pencils anymore; my pencils are sharp enough. Even the dull ones will make a mark.”

Tem gente que fica feliz com uma reprise de série ou com uma reunion tour da sua banda preferida. Eu, por conta de um monte de coisa que está rolando na minha vida, fiquei feliz e emocionado com a volta do cara. Tanto que estou até aqui escrevendo no meu blog, olha só! Valeu Ze por voltar e botar sua cara num vídeo e falar o que acha que deve ser dito. Eu queria ter essa coragem.

Assina o canal do cara e, se tiver um tempinho, dá uma olhada no vídeo dele que eu legendei e que até hoje me influencia.

Life isn’t just a sequence of waiting for things to be done.


:: Escrito por Cristiano Dias, dia 13 Apr 2012, 11:16, em Pontocom.

3 Comentários

  1. rickmarquetti

    RT @crisdias: Ze is back, baby. Ze is back. – http://t.co/ZjUutBmA

  2. Caio Cesar

    Muito bacana a volta do Ze e o seu relato. Ao ler as primeiras palavras deste post no G+ me vi compelido a vir aqui ler o texto completo porque me parecia mais com o Cris que conheci em 2000…

  3. Cristiano Dias

    Esse Cris já era. 12 anos são 12 anos. Ohmeudeus, como estou velho e cansado.

© 2000-2014 Cristiano Dias. Alguns direitos reservados. Só alguns, não se preocupe.
Based on a tbeseda & 5ThirtyOne design. doismidela primeraza
RSS