Duas notícias, um assunto – morte – e o cinismo da IGREJA

A representante brasileira não tinha como explicar por que o Brasil nada faz para impedir a morte de 200 mil mulheres por ano por causa de abortos clandestinos. A explicação sincera que a ministra Eleonora Menicucci poderia ter dado a teria levado à demissão antes mesmo de voltar a Brasília: o Brasil nada faz porque prevalece no país um pensamento conservador e atrasado que não permite sequer a discussão do assunto. Nosso governo e nossos congressistas são reféns desse pensamento. Têm medo de se indispor com igrejas cristãs e perder votos nos parlamentos e nas urnas. Há tanto temor que a própria ministra, que sempre defendeu a despenalização do aborto, é obrigada a se calar porque essa não é a posição do governo. Segundo o relato, a perita suíça Patrícia Schulz, diante da dramática situação brasileira, perguntou: “O que é que vocês vão fazer com esse problema político enorme que têm?” A outra resposta sincera, mas também inviável, seria: nada, as mulheres vão continuar morrendo porque algumas igrejas preferem assim e o governo aceita isso com medo de perder votos.

Tá tudo bem, porque as filhas dos ricos usam clínicas de aborto esterelizadas e bonitinhas.

Via @ksilveira.


:: Escrito por Cristiano Dias, dia 28 Feb 2012, 10:51, em Olha isso!.

13 Comentários

  1. willmunhozx

    Duas notícias, um assunto – morte – e o cinismo da IGREJA http://t.co/e5dLhmbg

  2. Diego Eis

    Eu acho que o problema não é tão fácil quanto parece. Essas 200 mil mulheres ficaram grávidas por diversos motivos e acho que muitos deles não são por causa de um estupro ou algo do tipo… Deve ter um punhado de garotinhas grávidas por causa da falta de educação dada pelos pais, falta de atenção da família e etc…
    A briga tem que começar pelo outro lado… Onde a falta de educação é abundante, onde o BBB comanda e onde aquele funk maldito toca “Senta Firme” pelos carros nas cidades influenciando a molecada cabeça oca…

    É culpa de todo mundo. Das igrejas por que não ajudam a acabar com o problema, dos políticos que só querem os votos, dos pais palhaços e da molecada vazia…

    Podem atacar as pedras agora. ;-)

  3. Julio

    E elas não sabiam que uma das consequências do sexo é a gravidez, coitadinhas. É muito mais fácil acusar a igreja ou quem quer que defenda a vida de hipócrita ou sei lá o quê, muito mais fácil ser a favor da “liberdade sexual” do que da vida. Cínicos são os que querem defender um absurdo desses em nome dos aplausos dos “progrecistas cumpanhero”. É sempre mais fácil a corda arrebentar para o lado do mais fraco, que neste caso é o feto, que não tem culpa das inconsequências dos adultos. É uma vida e o nome do crime contra a vida é homícidio.

  4. paulo_apoloni

    RT @crisdias: Duas notícias, um assunto – morte – e o cinismo da IGREJA – http://t.co/MyZ8ZbOB

  5. Marcelo

    São as igrejas que incentivam o sexo desenfreado né? Foram 200 mil estupros?! Duvido muito. Tem muita coisa além disso. Jogar a culpa nas igrejas, que querem que as pessoas tenham mais responsabilidade pelos seus atos, é muito fácil, educar as pessoas que é muito complicado.

  6. scavone

    RT @nazcoxa: Aborto legal JÁ. “@crisdias: Duas notícias, um assunto – morte – e o cinismo da IGREJA – http://t.co/UxbAC40d”

  7. lily

    Os comentários reforçam o que eu vim comentar. A gravidez não desejada é vista como o castigo que elas mereceram, e as que morreram foram punidas (por deus?) por não aceitarem o castigo.

    Não são os políticos e a Igreja que não querem discutir o assunto, essa visão conservadora é a maioria na sociedade.

  8. Be.

    Hipocrisia reina. Dizem que ser contra a discriminilização do aborto é ser pró-vida, mas só se luta pela tal vida enquanto ela tá dentro da mulher. Depois que nasce ninguém tá nem aí pro que vai ser feito dessa criança, que precisa de comida, educação, cuidado e amor, mas chega como uma espécie de “punição” para a mãe que não a desejava.
    As mulheres devem ter autonomia e poder de decisão sobre o destino de seus corpos. Ponto. Se os anti-discriminilização consideram que as mulheres não têm capacidade de tomar decisões responsáveis e conscientes em relação a si mesmas, como têm coragem de confiar um bebê a seus cuidados?

  9. alanadeof

    RT @crisdias: Duas notícias, um assunto – morte – e o cinismo da IGREJA – http://t.co/MyZ8ZbOB

  10. Julio

    Be as mulheres devem ter autonomia sobre seus corpos e não sobre uma outra vida oriunda de um ato inconsequente. Ela deveria se sentir dona do seu corpo antes de sair dando por aí sem pensar nas consequencias. Há muitas famílias que não podem ter filhos e gostariam de adotar. Seu argumento é o mais fraco possível. Quer dizer que o direito de escolha de uma pessoa se sobrepõe à vida. Ok. Então é só institucionalizar o homícidio como a melhor forma de se livrar dos problemas o que acha? Marido é um estorvo não deixa a mulher fazer suas escolhas ela pode matá-lo, filhos incomodam tolhem a liberdade dos pais; vamos matá-los, o idoso que só dá trabalho e eu não tenho condições de cuidar e tolhe minha liberdade, vamos matá-lo. Simples assim. Ou a vida possui um valor intrínseco em todas as fases ou não possui nenhum. Reveja suas escolhas.

  11. Julio

    E não se trata de punição; é escolha e consequência. Mas para que perder tempo discutindo isso quando é muito mais fácil cuidar de cachorrinhos. Até mesmo em meio a uma gestação indesejada a mulher tem direitos de escolha: assumir seu papel de mãe ou dar a criança a quem possa dar o amor e os cuidados que merece. A hipocrisia reina em gente como você que não pensa nas consequencias dos atos. A natureza é injusta, deveria deixar certos tipos de pessoas totalmente estéreis, porque ser pai e mãe não é para qualquer um.

  12. Porco Rosso

    Ai, mania que essa galera “pró-vida” tem de comparar a vida potencial de um EMBRIÃO à vida de uma PESSOA…

  13. NordFX

    Eu acredito que o aborto deve ser activamente promovida entre a população mal educada. As mulheres devem decidir por si próprio – para dar à luz ou não.

© 2000-2014 Cristiano Dias. Alguns direitos reservados. Só alguns, não se preocupe.
Based on a tbeseda & 5ThirtyOne design. doismidela primeraza
RSS